• 32 3228-9191 | 31 2551-4444 | 11 3500-7865

Ferramentas de penetração de solo influenciam no desempenho do equipamento

A perda de afiamento é um dos motivos para realização de trocas e reposição desses componentes

A escolha das Ferramentas de penetração de solo (FPS) é um importante fator para garantir melhor desempenho e eficiência nas operações. Para isso, é preciso realizar uma avaliação criteriosa de seus componentes. Pelo alto valor pago na aquisição de máquinas para construção, as ferramentas se tornam ainda mais importantes, uma vez que, sem elas a capacidade operacional desses equipamentos se torna deficiente.

Para cada tipo de máquina, as FPS possuem uma finalidade específica. Entre os critérios de escolha, devem ser avaliados os fatores como sistema operacional, potência, capacidade, ângulo, velocidade de ataque e forma geométrica da peça, além da qualidade do aço empregado na fabricação da ferramenta. Outro fator importante a se atentar é referente ao material que compõe a peça, identificando se o mesmo é resistente ao desgaste e a abrasão, garantindo assim um melhor desempenho e maior vida útil das peças.

FPS certa para cada máquina

– Escavadeiras: Para esse tipo de máquina, com perfil de trabalho de médio a alto impacto e com forte abrasão, é recomendado o uso de uma ferramenta de alta penetração, com ponta afiada. Os três principais tipos de ferramentas (pontas) para escavadeiras são:

  • Pontas reforçadas: Apresentam boa penetração e resistência ao impacto, devido a sua estrutura mais robusta, alcançando maior durabilidade. Essas ferramentas são recomendadas para rochas ou minérios pesados.
  • Pontas para penetração ou afiadas: Com perfil afiado e longo, essa peça aumenta o poder de desagregação em rochas e minerais, além de penetrar melhor em solo argiloso. Com o ciclo da máquina mais rápido, economia de combustível e aumento da produtividade, a estrutura da lança e as partes hidráulicas sofrem um desgaste menor e, com isso, exigem menos manutenções.
  • Pontas para serviços leves ou gerais: Apresentam boa penetração e resistência ao impacto em serviços leves. Entretanto, sua durabilidade pode ser menor devido ao tipo de material a ser trabalhado.

– Carregadeiras: As carregadeiras possuem um perfil de trabalho de baixo a médio impacto, porém com elevada interferência abrasiva, principalmente quando o operador raspa a caçamba no chão para carregamento. Por isso, é recomendado usar uma ponta mais reforçada e resistente.

– Motoniveladora: A principal ferramenta é a lâmina, que faz terraplanagem e ajuda a recompor e manter o bom estado das estradas de terra.

– Tratores de esteira: Com função de escarificar o terreno, essa máquina utiliza uma lâmina frontal, localizada na parte traseira do trator com “dentes” cortantes.

Ferramentas importantes também no preparo do solo

A indústria agrícola tem avançado em alta velocidade no que diz respeito às tecnologias dos equipamentos de manejo do solo. Dessa forma, é fundamental que essas ferramentas de penetração, como subsoladores, escarificadores, sulcadores (facão) e raspadores de disco, estejam em condições adequadas para o uso.

Devido deslocamento dessas ferramentas durante o revolvimento e o seu atrito com areais, pedregulhos e outras partículas que compõem o solo, ocorre uma perda considerável da ferramenta, conhecido como desgaste por abrasão. Como consequência deste desgaste, a geometria das ferramentas é alterada, levando ao fim da vida útil da ferramenta e comprometendo a eficiência das operações.

Maior consumo de energia

As ferramentas são projetadas para que apresentar um determinado ângulo de ataque. Quando a geometria é alterada pelo desgaste, ocorre também variação deste ângulo e ocasiona uma força horizontal maior, exigida para separar o solo ou perfurar um sulco. Dessa forma, quanto maior a dificuldade na execução do trabalho, maior o esforço de tração do equipamento, acarretando um maior consumo energético (combustível), além de acelerar o desgaste de outros componentes do equipamento.

Maior custo de manutenção

Todos os impactos citados acarretam em um maior custo de produção. Atualmente, as tecnologias de gestão de processos estão ingressando com força no agronegócio e por isso, não há mais espaço para perdas ocasionadas por manutenção corretiva. Com isso, a adesão por uma manutenção preventiva das FPS é o recurso recomendado para quem busca um aumento da lucratividade final do negócio.

Quer saber mais? Clique no link e fale com a gente https://wa.me/553298001455

WhatsApp chat

Não vá agora

Cadastre-se e nossa equipe irá te apresentar nossas ofertas

Nós entramos em contato com você!

Preencha seus dados e receba o contato de nossos especialistas para fazer o melhor negócio!